Orphan Black - Clonagem e identidade dão o tom desta série sensacional

, , No Comments
Se quando você ouve falar em clonagem humana a primeira coisa que lhe vem à mente é a novela de Glória Pérez, é urgente que você veja Orphan Black, série da BBC America cuja primeira temporada consegue dar aula de narrativa e de capacidade de prender a atenção do espectador. 
Na série, criada por John Fawcett e Graeme Manson, a atriz Tatiana Maslany é Sarah Manning, uma órfã criada por uma mãe adotiva, com quem deixou a filha há um ano, e vive de cometer pequenos delitos. Ela tem um relacionamento desastroso com um traficante peixe-pequeno e seu único amigo é seu irmão adotivo, Felix (Jordan Gavaris). Desejosa de reconstruir sua vida para poder ter algum futuro ao lado de sua filha, Sarah presencia o suicídio, em uma estação de trem, de Beth Childs, uma mulher que é estranhamente idêntica a ela. Logo depois do suicídio, sem pensar muito, Sarah rouba a bolsa da mulher e acaba assumindo sua identidade, sem saber que Beth era detetive da polícia. Com a nova identidade, Sarah/Beth passa por situações já esperadas em tramas de troca de identidade, como a adaptação à nova vida e os encontros e desencontros com as pessoas de convivência com a verdadeira Beth.
O que Sarah não esperava era descobrir que ela e sua gêmea desconhecida são apenas duas de muitas clones que foram produzidas por uma organização secreta e, para piorar tudo, alguém as está caçando, uma por uma. Durante a primeira temporada, cada um dos 10 episódios vai revelando novos segredos sobre os clones e seus fabricantes, à medida que aprofunda o desenvolvimento dos personagens principais. 
E neste ponto encontra-se o maior trunfo de Orphan Black: as clones vividas por Tatiana Maslany têm personalidades muito definidas, e a atuação da atriz é algo tão impressionante que somos capazes até de esquecer que estamos vendo a mesma atriz em diferentes papéis. Ajudam muito os efeitos especiais em cena, que duplicam e até triplicam a atriz na mesma cena, contando também com a ajuda de alguns truques de câmera, usados desde o tempo da novela global Mulheres de Areia, mas em uma escala incrivelmente maior e com resultados muito melhores.
Resta agora aos produtores o desafio de manter na 2ª temporada a qualidade que a temporada de estreia apresentou, sem perder o fio da meada do roteiro, que mostrou uma esperteza tremenda em deixar um cliffhanger e tanto para a próxima temporada.
Sem previsão de estreia no Brasil, Orphan Black só pode ser vista mesmo por aqui através dos downloads e torrents. A não ser que você se contente em relembrar daquela novela da Globo.

Orphan Black (2013– ) on IMDb