A Origem dos Guardiões - "Os Vingadores" dos contos de fadas

, , No Comments
William Joyce é o novo garoto de ouro de Hollywood, e não estou falando de nenhum ator-mirim, ou cineasta-promessa. Joyce é escritor, autor da série literária Os Guardiões da Infância e também já ganhou um Oscar de curta de animação por The Fantastic Flying Books of Mr. Morris Lessmore, em 2012. Dois de seus livros foram adaptados em longas de animação, com roteiro escrito pelo próprio autor: o recém-lançado Reino Escondido (da Blue Sky) e o sucesso do último natal A Origem dos Guardiões (da Dreamworks Animation). Este, tema dessa postagem, é uma espécie de filme de super-heróis composto basicamente dos personagens mais conhecidos do universo infantil (ao menos o de língua inglesa): Papai Noel, Coelhinho da Páscoa, Fada dos Dentes, Sandman e Jack Frost. Os cinco componentes da equipe dos Guardiões recebem novas leituras: Papai Noel, aqui chamado de Sr. Norte, é um velhinho superforte, com tatuagens e habilidade com espadas; o Coelhinho da Páscoa tem 1,85m de altura e ataca com bumerangues; a Fada dos Dentes espalha charme e beleza por onde anda; e o Sandman é um gorduchinho simpático que não fala, mas se expressa com desenhos feitos de areia. Além deles, que já integram o grupo há muito tempo, há a introdução de Jack Frost, um jovem altamente poderoso que precisa de orientação para usar seus poderes em prol das crianças.
Os cinco enfrentarão Breu, o Bicho-Papão em pessoa, que quer espalhar pesadelos por toda a terra e fazer com que as crianças não mais acreditem nos personagens do bem e passem a acreditar somente no malvadão.
A qualidade da animação é extraordinária, e o roteiro não deixa a desejar, mostrando Jack Frost como uma espécie de Wolverine deste universo, já que ele prefere trabalhar sozinho. Toda a trama é bem amarrada e consegue equilibrar com maestria os momentos cômicos - os elfos tocando trombetas são hilários - e os mais dramáticos, que introduzem as ótimas cenas de ação.
Contando com a produção executiva de Guillermo Del Toro, A Origem dos Guardiões é um filme divertido e que possivelmente introduz uma nova franquia cinematográfica, afinal de contas o que não faltam são histórias para ser contadas neste universo repleto de magia.